BLOG VALORE MELHORIA



BOAS PRÁTICAS

PARA IMPLANTAÇÃO DE MERITOCRACIA

SÉRIE BOAS PRÁTICAS 345

Publicado em 28 de Abril de 2021 - Por Adiel Lima


A série Boas Práticas 345 tem por objetivo tratar sobre temas importantes do ambiente corporativo de uma forma mais leve. 

Os conteúdos seguirão sempre a mesma estrutura, trazendo três pontos introdutórios ao tema, quatro erros comuns e cinco boas práticas de mercado.


TRÊS PONTOS INTRODUTÓRIOS AO TEMA:


1º Item: definição de meritocracia – é um sistema de premiação baseado nos méritos pessoais de cada indivíduo. Dentro das organizações, nada mais é do que compartilhar o ganho, geralmente em valores monetários, ou seja, pagar um bônus aos colaboradores que ajudarem a alcançar uma meta da empresa, como elevar o lucro ou a venda, ou qualquer outro indicador estabelecido.  


2º Item: é difícil implantar a meritocracia, pois não podemos criar expectativas de que o sistema será 100% justo, essa é uma premissa bastante importante. No momento de criar as regras para a premiação, deve-se correr alguns riscos, porque criar um sistema 100% justo é praticamente impossível, utópico.


3º Item: quanto mais transparente a empresa for, mais fácil será para implantar a meritocracia. Quanto mais ela divulgar seus números, o seu lucro ou mesmo a sua venda, é mais fácil de criar a regra para fazer uma premiação com base no resultado. Quanto mais fechada, sigilosa a empresa for diante da divulgação dos resultados aos seus colaboradores, mais difícil de implantar a meritocracia. É importante fazer uma avaliação antes de pensar na implantação da regra.

QUATRO ERROS COMUNS NO MOMENTO DE IMPLANTAR A MERITOCRACIA:


1º Erro comum: não ter dados confiáveis. Se a empresa não tem indicadores que são confiáveis, que representem a realidade, a meritocracia está fadada ao fracasso. Então se você tem a intenção de implantar a meritocracia mas não tem indicadores confiáveis, primeiro faça um trabalho para ter mais confiança nos indicadores para depois começar a premiar as pessoas com base nesses indicadores. Não é possível criar uma regra da noite para o dia caso não existam dados consistentes, seja a quantidade de vendas, sejam resultados financeiros ou de produção.


2º Erro comum: é criar controles muito difíceis para análise de indicadores, planilhas muito complexas, com macros, fazendo muitos links, isso dificulta a apuração do resultado, o que vai obviamente fazer com que a meritocracia demore e muitas vezes os colaboradores acabam perdendo um pouco da acreditação na meritocracia.


3º Erro comum: é não limitar o teto do bônus que será pago aos colaboradores. Muitas vezes no momento em que o empresário e/ou gestor define a regra para premiação, ele não imagina que esse número pode ser muito alto, então ele não limita. De repente acontece alguma coisa no mercado, como a variação do dólar, por exemplo, e então o prêmio calculado se torna muito alto, consequentemente o valor é bloqueado, não é pago porque ultrapassa cinco, ou mesmo dez vezes o valor da remuneração do colaborador. Então quando pensar em aplicar a meritocracia, pense em um teto que pode ser pago para o colaborador.


4º Erro comum: está relacionado com o terceiro erro comum, que é não honrar aquilo que foi combinado. E por que é tão ruim não honrar aquilo que foi combinado como meritocracia?

Porque assim se perde a confiança dos colaboradores. Então caso prometido compartilhar com o colaborador um percentual da margem de lucro ou outro tipo de ganho, e esse lucro for muito alto e não seja honrado, perde-se a confiança daquele colaborador, o que para o processo de liderança tem um impacto muito ruim. 

CINCO BOAS PRÁTICAS PARA IMPLANTAÇÃO DE MERITOCRACIA:


1ª Dica: sempre parta do princípio de que será compartilhado o excesso do ganho, ou seja, o valor que extrapolou a meta estabelecida. Então considerando-se um orçamento que irá resultar anualmente um lucro de 10%, por exemplo, a premiação será paga com base no que for excedente aos 10%, caso o resultado seja 10% não há prêmio, caso exceda 10%, será aplicada uma regra de meritocracia. Esta é a boa prática, pagar o mérito acima da meta estabelecida.  


2ª Dica: sempre faça um teste, faça uma versão beta de meritocracia. Ao invés de fazer um sistema com todos os colaboradores, faça inicialmente com alguns, permita que o processo ocorra por um ou dois meses para criar maturidade e então após identificados os erros cometidos na versão beta, replique para os demais colaboradores.


3ª Dica: estipule validade para revisar a regra, determine um prazo para vigência desta e como acontecerá a sua atualização. Isso irá ajudar caso seja identificado algum erro durante o processo para corrigir para o próximo período e assim as mudanças estarão definidas e divulgadas. É uma dica bem preciosa e importante, promove a confiança no sistema.


4ª Dica: estabeleça prêmios por equipe, procure fugir de prêmios individuais. Geralmente a empresa trabalha em conjunto, então não faça um prêmio por pessoa, faça por equipe. Isto irá motivar, sem dúvida nenhuma, a união da equipe para que um ajude ao outro para se chegar no resultado da meritocracia e todos ganharem. Esta é a boa prática, e não metas individuais, com raríssimas exceções.


5ª Dica: deixe o indicador da meritocracia à vista, faça uma gestão à vista dos resultados, para que no decorrer do período as pessoas possam visualizar o status do indicador e o que falta para elas atingirem a meta e ganhar o bônus, isso também funciona muito bem e motiva e engaja pessoas. Uma equipe unida, tendo acesso à gestão à vista e o indicador da meritocracia são pontos importantes para criar um ambiente favorável ao atingimento da meta para dividir o prêmio.


Espero ter ajudado. 

FALE COM UM ESPECIALISTA

Acesse nossos canais de comunicação ou agende uma visita em uma unidade mais próxima de você!

Onde estamos CAMPINAS - SP | GOIÂNIA - GO
RIBEIRÃO PRETO - SP | SÃO PAULO - SP
CRM form will load here
Nós usamos cookies
Preferências de cookies
Abaixo, você pode encontrar informações sobre os propósitos pelos quais nós e nossos parceiros usamos cookies e processamos dados. Você pode exercitar suas preferências de processamento e/ou ver detalhes nos sites dos nossos parceiros.
Cookies analíticos Desativar tudo
Cookies funcionais
Other cookies
Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Saiba mais sobre nossa política de cookies.
Alterar preferências Aceitar tudo
Cookies